Busca

As Astúrias foram e são o berço de mestres pasteleiros. Muitos deles criaram sobremesas que acabaram por passar para o imaginário coletivo e que já fazem parte da nossa gastronomia. Em cada canto, em cada aldeia ou concelho, existe um doce típico e um bom número de confeitarias.

Se tivéssemos de escolher três sobremesas para compor o pódio e que representassem a região, seriam o arroz doce, que não falta em nenhum restaurante como ponto alto final de uma boa comida, os frixuelos, esses crepes doces que antigamente se polvilhavam com açúcar mas que hoje em dia são recheados de creme de avelã, de natas, de doce e do que for preciso, e os casadielles, massa frita recheada de noz triturada, mel ou açúcar e um pinguinho de anis, podendo acrescentar um pouco de leite ou de manteiga se desejar.

Casadielles, frixuelos e arroz doce
Casadielles
Se entrarmos no maravilhoso mundo dos bolos, em quase todos os sítios encontrará tarte charlota, elaborada com uma base de bolo, natas e amêndoa coberta de chocolate e coroada com cerejas, e sobretudo em Gijón/Xixón, a tarte gijonesa, na qual predomina o sabor a turrão que tem no interior.

Bolos

Aqui somos muito "llambiones", ou seja, gostamos de doces, e cada cidade ou concelho tem as suas sobremesas típicas.

Gijón/Xixón é o paraíso das princesitas e do bombom gelado de natas. Em Oviedo é imprescindível provar duas criações insuperáveis. Por um lado, os carbayones, bolo de amêndoa coberto de calda de açúcar e sumo de limão, e por outro lado as moscovitas, uma delícia de chocolate com amêndoa. Em Avilés manda o bolo de Páscoa, típico dessa época do ano.

Festival do arroz doce

Temos muitas jornadas e homenagens gastronómicas, mas quase todas estão ligadas a um produto salgado. O Festival do Arroz doce é organizado há mais de 30 anos em Santolaya/Santa Eulalia em Cabranes, no domingo mais próximo do 9 de maio. Tem um concurso no qual participam mais de cem pessoas e é acompanhado pelas ementas que os hoteleiros da zona oferecem durante esses dias.

Arroz doce
Se formos mais para o interior, no concelho de Aller poderá degustar uma sobremesa única, o panchón, em Laviana os bartolos e em Mieres, os conselhos paserinos, uma rosca de massa quebrada doce com leite. A caminho do ocidente encontramos em Grado o famoso toucinho do céu, os Carajitos del Profesor em Salas, que conseguiram o rótulo da marca "Alimentos del Paraíso", algo que também podem fazer as marañueles, de Candás e Lluanco/Luanco, umas bolachas típicas à base de manteiga, ovo, açúcar, farinha e raspa de limão, com a diferença de que em Lluanco/Luanco apenas juntam as gemas.

E mais longe, em Navia, não perca a tarte Venera, una tarte de amêndoa de chupar os dedos. A lista doce poderia ser completada pelos borrachinos, o leite frito ou os formigos.
Tocinillo de cielo
Marañueles

Dicas doces

Se quiser fazer um bom arroz doce em casa, um truque prático poderá ser retirar o pau de canela e a casca de limão a meio da cozedura, evitará assim que o seu sabor predomine sobre os restantes ingredientes. E não se esquecer de mexer muito.

Para fritar casadielles é importante fazê-lo um por um ou no máximo de dois em dois, que o óleo esteja bem quente, e virá-los com cuidado em pouco tempo porque se queimam muito rapidamente.

Se decidir fazer frixuelos o mais importante é que a massa não fique demasiado leve, deixá-la em repouso umas horas, que a frigideira seja antiaderente para evitar que colem em excesso, e deitar a quantidade certa para que sejam o mais finos possível.

Frixuelos

Receitas

Subir arriba