Busca

Imprescindíveis na sua visita às Astúrias

As experiências que viverá na sua visita às Astúrias poderão multiplicar-se até ao infinito, dando largas a todos os seus desejos e à sua incansável imaginação. Aqui, queremos sugerir-lhe 12 imprescindíveis que não podem faltar na sua experiência asturiana, e que são um agradável passeio por diferentes momentos, locais e produtos que representam o melhor de uma terra onde as vivências gastronómicas se temperam sempre com a hospitalidade, a generosidade e a bonomia que caracteriza os asturianos.

Escanciado de sidra (sidra a ser servida)

A não perder...


Uma boa fabada ( feijoada)

Uma boa fabada ( feijoada)

É o prato regional, o rei do trono gastro, apenas ameaçado pelo ascendente cachopo. "As fabas asturianas são consideradas as melhores do mundo", o seja, as melhores que possa encontrar. Porquê? Pela sua pele fina e a sua manteigosidade, juntando-se a isso uma excelente morcela fumada asturiana, um choricín e outros produtos do porco. Como toque final e embora pareça um detalhe, a água asturiana também faz a diferença.

+ info
Um lagar tradicional

Um lagar tradicional

Haverá alguém que visite as Astúrias e não tome um culín de sidra? Esperamos que a resposta seja "obviamente que não". A sidra corre pelas nossas veias, o nosso corpo foi feito para degustar o sumo das maças escanciado (servido no copo). É uma bebida completa, divertida, social, com um ritual único, saudável, diurética, fornece vitaminas e minerais, e sobretudo, é muito boa. Visite um lagar, ficará de boca aberta.

+ info
A tábua de queijos mais grande do mundo

A tábua de queijos mais grande do mundo

50 queijos que compõem a tábua regional mais ampla do universo queijeiro mundial. A lista começaria assim: Cabrales, Gamonéu, Afuega'l pitu, Beyos, Casín… e reparte-se pelo território todo das Astúrias. São elaborados com leite de vaca, cabra ou ovelha. O Cabrales é o mais internacional dos nossos queijos, e o seu aroma é inconfundível. A sua evolução nos últimos anos esta a ser imparável, está a ficar mais suave, com picantes mais elegantes, e com mais regularidade. O Gamonéu também vive momentos de glória com a possibilidade de encontrar no mercado peças memoráveis. Ao fim e ao cabo, o secreto de muitos dos nossos queijos é o pasto dos Picos de Europa, natureza em estado puro.

+ info
Um presente para o paladar

Um presente para o paladar

Não se esqueça de levar consigo uma lembrança gastro da sua viagem. Dizem que "mens sana in corpore sano". Pois se há um produto natural, fantástico para gozar de uma boa saúde, que nos ajuda a prevenir doenças e nos adoça a vida é o mel das Astúrias, um dos "Alimentos del Paraíso". Nos bosques, as abelhas polinizam e mantêm vivo o ecossistema, incluindo as macieiras. Outras lembranças gastro que pode levar da sua viagem são as conservas (bonito e pastel de cabracho (pudim de rocaz) são obrigatórios), um escanciador (dispensador) eletrónico para dar continuidade às nossas festas com sidra ou alguma das cervejas artesanais elaboradas na região.

+ info
Ostras

Ostras

A sua história data de há apenas 25 anos, mas o seu prestígio já as coloca no "Top Ten" do momento. Se for apreciador, tem de provar as ostras do Eo. Levá-lo-ão numa viagem gustativa pelo mar à primeira. Os hoteleiros asturianos já as incluíram nos seus menus degustação e para alguns deles já se tornou um prato fetiche. E se tiver a oportunidade de chegar à parte ocidental, viva a experiência de as degustar na própria ria, insuperável. Combine-as com uma sidra natural espumante asturiana e levitará.

+ info
A arte da viticultura heroica

A arte da viticultura heroica

Quem os viu e quem os vê! Se já não prova um vinho de Cangas há muito tempo, não demore. A ponta de acidez do passado cedeu o passo a vinhos equilibrados, atlânticos, muito na linha da tendência atual de procurar vinhos frescos que combinem bem com os pratos da cozinha moderna. Têm tudo para triunfar, variedades autóctones, empinadas encostas, as horas de sol ideais... é viticultura heroica do século XXI.

+ info
Frixuelos, só para llambiones (gulosos)

Frixuelos, só para llambiones (gulosos)

Escolhemos estes crepes como emblema doce do momento porque, juntamente com o arroz doce, são certamente as duas sobremesas mais habituais nos restaurantes. Apresentam-se polvilhados de açúcar, ou recheados, quer de chocolate ou doce e, muitas vezes, precisamente de arroz doce. Mas a lista llambiona deveria ser completada com picatostes (rabanadas), casadielles, tarte gijonesa, charlota, carbayones, marañueles e um sem-fim de propostas gulosas.

+ info
O cachopo conquista o país

O cachopo conquista o país

É um fenómeno imparável, e as Astúrias o epicentro. É certo que o seu ingrediente principal são dois bifes de vitela, e que noutros locais já se comiam pratos parecidos, mas, lamentamos muito, pelo San Jacobo e o Cordon Bleu, o cachopo é diferente, tem as suas nuances, e um enraizamento no Principado que o torna único. Os restantes pratos semelhantes não se fazem com vitela asturiana, com queijos asturianos, nem com as mesmas partes da vitela que nas Astúrias, e sobretudo, não são tão saborosamente bons.

+ info
De mercado em mercado

De mercado em mercado

A tradição dos mercados nas Astúrias tem as suas raízes na antiguidade. O mercado foi não só um meio de vida, mas também um lugar para as pessoas se relacionarem e para conseguirem os melhores produtos de uma terra como a asturiana. Hoje em dia, a tradição continua e reafirma-se, e o calendário de mercados nas Astúrias está estreitamente vinculado aos eventos festivos e também ao devir quotidiano de cidades e povoações. Neles encontrará os melhores produtos gastronómicos, alguns pratos de cozinha tradicional e também arte e artesanato, tudo numa variada oferta em que, frequentemente, não falta uma ambientação própria que põe em cena a história e as características típicas de cada lugar.

+ info
Festivais e jornadas gastro

Festivais e jornadas gastro

As Astúrias contabilizam mais de 250 jornadas gastronómicas e eventos por ano, desde exibições de cozinheiros, homenagens a pratos típicos, festas de interesse turístico nacional e regional... a verdade é que passamos o dia à procura de um sítio onde desfrutar dos melhores pratos e produtos da nossa terra. Para informar-se, nada melhor do que consultar o site agendadeasturias.es e escolher entre uma variada oferta.

+ info
Uma mariscada junto à costa

Uma mariscada junto à costa

Nos dias ensolarados e com a carícia da brisa marinha, um dos prazeres terrenos proporcionado pelo Paraíso Natural é o de uma boa mariscada do Cantábrico junto à costa, em todas e cada uma das povoações piscatórias das Astúrias. Como se o peixe e o marisco saltassem do mar para a mesa, em perfeita harmonia com a paisagem humana e natural envolvente. E, claro, a excelência da sidra, em qualquer uma das suas variedades, ou do vinho da terra, não pode faltar para regar esta festa à asturiana, que despertará em si o desejo de voltar e de saborear vezes sem conta esta experiência.

+ info
Subir arriba