Busca

A tendência "Eco" é mundial, mas as Astúrias apostaram na produção de alimentos naturais e saludáveis há anos.

Qual é a produção ecológica das Astúrias? Produzimos muitas coisas, na realidade de quase todos os produtos que se dão bem na nossa terra há uma versão eco.

O mel, um dos melhores que pode encontrar no mercado, merece uma menção especial. As abelhas andam livremente pelos bosques asturianos, cheios de urze, castanheiros, carvalhos… e realizam um louvável e incrível trabalho. Para ter uma ideia, se não houvesse abelhas não haveria sidra, porque não seria polinizada a flor da maceira, e adeus espichas, escanciado e romarias.

Produtos ecológicos

Temos vitela eco, espelta, kiwis, doces, sumos de frutas, hortaliças e legumes, algas, leite, vinagre, sidra, cerveja, conservas, queijos, iogurtes, ovos, enchidos, "fabes"… o que quiser e mais ainda.

Hortaliças e legumes

Desfrute de um autêntico mercado ecológico

É cada vez maior o número de mercados ecológicos nas Astúrias. O mais importante é certamente o que tem lugar cada segundo fim de semana do mês na Plaza Mayor de Gijón/Xixón, seguido da Feira Agroalimentar de produtos ecológicos organizada em Llanera a meados de agosto, os espaços eco da Agropec no final de setembro em Gijón/Xixón, EcoLlanera, o Mercado Ecológico de Candás ou o Mercado Agroecológico de Lena entre outros. Também estão em aumento os grupos de consumo eco, as lojas especializadas e as cooperativas que ajudam a pôr em contacto produtor e consumidor.

Mercado Ecológico

O mel, repleto de vitaminas, é habitual no pequeno-almoço dos asturianos. Quer em jejum ou barrado numa torrada, protege das doenças e dá energia.

Depois também temos a escanda, uma variedade da família da espelta. Era um cereal habitual nos moinhos de pedra das aldeias da região. Produz pães excelentes e a sua farinha é utilizada em múltiplas sobremesas. Se tiver oportunidade de provar a escanda ecológica asturiana, não hesite, até poderá comprá-la e depois elaborar em casa receitas engraçadas porque a farinha de escanda pode substituir a de trigo em quase todas as elaborações, oferecendo mais sabor. Prove os sonhos de abóbora e escanda ou com bolo de figos frescos.

Tortos
A farinha de milho é também habitual em muitas casas e restaurantes. Não deixe de provar os tortos, uma delícia frita que costuma ir acompanhada de picadinho de matança, morcela ou queijo Cabrales. Existem em versão mini e em tamanho grande, mas o importante é o seu sabor e a sua textura.

Doces ecológicos

À sobremesa ou ao pequeno-almoço, não podem faltar os doces asturianos. Poderá encontrar de mirtilo, maça, kiwi, framboesa, tomate ou pera.

E falando de kiwis, embora o nome nos transporte para a Nova Zelândia, que é o país que lhes deu fama, a semelhança de clima fez que as Astúrias se tornassem uma potência mundial na produção desta fruta. As planícies de Pravia, Salas ou Grado estão povoadas de plantas cuja colheita é feita já tarde no outono e que chegam aos mercados do mundo inteiro no seu ponto de maturação ótimo. Também é abrangida pelo rótulo de qualidade "Alimentos del Paraíso", que inclui também o repolho recheado, os mirtilos, o queijo de cabra e os doces como os carajitos ou as marañuelas.

COPAE, garantia de qualidade

Surgiu em 1996, e a partir daí foi o organismo encarregue de velar pelos produtos ecológicos e certificar os que cumprem os parâmetros e podem colocar o selo no seu rótulo, porque agora todos querem entrar na moda eco. Também se encarrega de promover o consumo de produtos ecológicos e divulgar os sistemas de produção. A certificação é necessária para que o consumidor tenha a máxima garantia de que os produtos cumprem realmente as normas eco.

Escanda (espelta)
Subir arriba