• Español
  • English
  • Français
  • Deutsch
  • Italiano
  • Portugués
Volte ao Paraíso

Natureza.
Explore o Paraíso


Roupa e calçado confortável. Esses são dois elementos indispensáveis na mala do viajante que pretender explorar o Paraíso Natural. As Astúrias são, acima de tudo, natureza: florestas, praias, cumes, falésias, lagos, rios, grutas... Escolha percursos à sua medida, um destino de acordo com os seus gostos. Não vai ser difícil numa terra onde mais de um terço do território é protegido.

Entre reservas, parques, paisagens protegidas e monumentos naturais, conta com 65 espaços que se distinguem pela sua paisagem, a sua geologia ou a sua botânica.

Mergulhe na costa
e nas suas aldeias piscatórias


A costa melhor conservada de Espanha. É assim que as Astúrias apresentam o seu litoral, composto por aldeias marinheiras de escarpados perfis, faróis debruçados sobre agrestes falésias, praias de areia dourada e dunas esbranquiçadas, portos de artes tradicionais e um serpenteante trilho que liga os seus mais de 400 quilómetros de surpreendente orografia. Deixe-se embalar pelo mar Cantábrico, na serenidade da terra firme ou sobre a sua ondulante figura. O peixe e marisco que oferece são um manjar que sabe de maneira diferente quando degustado a olhar para as águas que os produzem.

As Astúrias contam com 18 aldeias marinheiras de cultura ancestral e beleza pitoresca, com os seus portos, as suas lotas, as suas ruas calcetadas e a sua tradição piscatória.

Absorva a
cultura asturiana


Quer viajar no tempo? Aterre na cultura asturiana. Percorra o rasto das milenares pinturas rupestres, sinta como os antepassados viviam nos castros, desfrute de uma arquitectura singular: o pré-românico; investigue os dinossauros no Museu Jurássico (MUJA) e siga as suas pegadas; admire o Museu de Belas Artes; pise o Caminho de Santiago; deixe-se enfeitiçar pelo som de uma gaita-de-foles ou pela temporada de Ópera do Campoamor. Cada época abre-se num abraço sincero. Mantenha os cinco sentidos alerta.

Um passeio pela cultura asturiana é uma viagem no tempo através dos séculos.

Monumento pré-românico de Santa María del Naranco

Olhe à sua volta.
Admire o património industrial


É impossível compreender as Astúrias sem os cavaletes e as chaminés recortados no horizonte. A história industrial do Principado está presente em cada curva do caminho e já se tornou num atractivo único para o viajante, que pode introduzir-se nas entranhas de uma mina a centenas de metros debaixo da terra ou percorrer o Museu dos Caminhos-de-Ferro para compreender o enraizamento estruturante das vias-férreas. Se quer saber como o trabalho molda a maneira de viver, este é o seu lugar.

As estradas também contornam exemplos da possante indústria agro-alimentar ou de outras artes tradicionais.

Turismo activo.
Active-se nas Astúrias


Sobre uma natureza indomável que sobreviveu intacta à passagem do tempo, o espírito aventureiro constrói castelos de adrenalina e curiosidade. Existe uma actividade à medida do viajante que não se conforma com ser testemunha. Passeios a cavalo, descidas de caiaque, desportos aquáticos, esqui, caminhadas, escalada, canoagem, etapas ciclistas... O programa de actividades ajusta-se a cada época do ano e à sensibilidade de cada viajante. Descubra um mundo de possibilidades.

Todos estes cenários abrem um mundo de possibilidades. Os adeptos das caminhadas dispõem de percursos com diferentes níveis de exigência.

Gastronomia.
Pense com o estômago


Nas Astúrias cultiva-se uma despensa à altura dos insaciáveis apreciadores da gastronomia. É uma cozinha de produto, com ingredientes de proximidade colhidos das suas hortas e peixes dos seus mares, com carnes de raças autóctones e receitas tradicionais que são apresentadas na sua versão original ou revisitadas de acordo com as novas tendências. Na mesa não pode faltar alguma das variedades de queijo ou a sidra, a bebida que faz parte da idiossincrasia local. Comece a saboreá-los.

Uma viagem nunca estará completa sem nos sentarmos a uma mesa e saborearmos uma "fabada", um "cachopo", uma linguiça de Avilés, uma pescada de anzol ou umas cebolas recheadas.

Cidades das Astúrias.
Deixe bater o seu coração urbano


O coração cosmopolita das Astúrias emerge nas suas três principais urbes: Oviedo, Gijón e Avilés, situadas a apenas meia hora e ligadas por uma prática rede de transportes públicos. As três conservam a tradição sem renunciar à modernidade. Oferecem ao viajante arquitectura singular, museus, uma variada programação cultural e uma vibrante vida nocturna. Perder-se nas suas ruas é uma experiência incomparável. Viver um congresso nas suas modernas instalações torna-se um valor agregado.

No mapa formam um triângulo quase equilátero. São o centro cosmopolita de uma região de múltiplas arestas.

Turismo rural.
Respire as Astúrias


As Astúrias são a origem do turismo rural, uma forma de viajar cujas raízes assentam na autenticidade dos povos que cuidam dos seus costumes, que se mostram orgulhosos das suas paisagens e que não compreendem o mundo sem a hospitalidade. Essas portas e janelas abertas, junto com a riqueza das suas tradições, tornaram o Principado numa referência. Festejos ancestrais, alojamentos de qualidade, museus e artesão vão fazê-lo descobrir por si mesmo. Atravesse o limiar.

Duas construções reconhecíveis à vista, parte indispensável do campo, são os espigueiros.

Caminho de Santiago.
Caminhe rumo ao passado


Conta a lenda que o primeiro peregrino a Santiago de Compostela foi asturiano. O rei Afonso II quis ver o túmulo do apóstolo com os seus próprios olhos. O Principado está irremediavelmente ligado ao Caminho, com percursos protegidos pela UNESCO que sulcam paisagens de uma beleza indescritível e um património que emerge nas veredas. Albergues e serviços do século XXI vão permitir que protagonize uma Rota com séculos de tradição.

O Principado pode ser parte de um percurso mais vasto ou um ponto de partida.