Busca

Gastronomia.
Pense com o estômago


A cozinha asturiana tem a sua senha de identidade, não é mais uma cozinha. Em aparência (e em parte na realidade), está baseada em pratos fortes, que antigamente faziam sentido porque os principais trabalhos de muitos asturianos eram a exploração mineira e a siderurgia, e era preciso recuperar forças. Mas as Astúrias também são uma região gastronomicamente leve, os seus peixes e mariscos têm poucas calorias, o que dá aos cozinheiros asturianos muito por onde escolher.


Uma viagem nunca estará completa sem nos sentarmos a uma mesa e saborearmos uma "fabada", um "cachopo", uma linguiça de Avilés, uma pescada de anzol ou umas cebolas recheadas.

A não perder...
  • Museu da Sidra e visita com degustação a um "llagar" (lagar).
  • Museu do Vinho e visita com degustação a uma adega do vinho DOP Cangas.
  • Gruta-exposição do queijo Cabrales e visita com degustação a uma queijaria.
  • Leilão ao vivo numa lota de pescadores.
  • Não deixe de experimentar: "fabada", cebola recheada de atum, arroz-doce, "casadiellas", "cachopo", pescada ou "pixín" (tamboril), pote asturiano, arroz com "pitu caleya" (frango do campo), vitela ou "cabritu" (cabrito) assado.
  • Saboreie os nossos manjares em: "Mesas de Asturias" – Excelencia Gastronómica – e "Sidrerías de Asturias" – Calidad Natural.
Cozinha de autor
Temos estrelas Michelin, Guisanderas, rótulos de qualidade como "Mesas de Asturias" ou "Sidrerías de Asturias", bares-lojas, chigres (locais tradicionais onde se vende sidra, bares de aldeia, tabernas, tascas), gastrobares e uma crescente cozinha fusão e viajante. Porque o cozinheiro asturiano defende o produto de proximidade e quilómetro zero, trabalha com os produtos frescos da terra, mas não tem medo de incorporar temperos e acompanhamentos vindos de longe se combinarem bem com o prato, sobretudo as novas gerações.

O Principado criou, igualmente, marcas de qualidade através das quais se pode conhecer um oceano de sabores. "Mesas de Asturias" – Excelencia Gastronómica – já tem anos de rodagem. Mais recente é "Sidrerías de Asturias" – Calidad Natural –

Sidrarias das Astúriass
Reinam também os queijos, que são de nem mais nem menos do que 50 tipos diferentes, e os produtos do mar, que variam consoante a temporada. Os reis do inverno, os oricios (ouriços do mar), cedem o passo na primavera à santola, que por sua vez cede o trono ao bonito e ao lavagante no verão, que passam o testemunho à enguia de vidro quando avança o outono.

Queijo Gamonéu DOP
Tudo aquilo que comemos é regado com Sidra de Asturias ou vinho de Cangas. É assim a gastronomia das Astúrias, rica e diversificada, tradicional e vanguardista, com personalidade e discurso próprio... possivelmente umas das despensas mais completas e interessantes de Espanha.

A fabada, o prato mais autêntico

A sidra, o líquido pátrio

Astúrias, a região dos 50 queijos

Paixão pela carne

A impagável despensa cantábrica

Vinho de Cangas, viticultura heroica

Somos Eco por Natureza

Amantes do doce

Cozinheiros que deixam marca

100 motivos para visitar as Astúrias

A não perder...

Fale como um asturiano

Subir al inicio