Astúrias é um lugar privilegiado para descobrir e apreciar a arte rupestre, porque no Principado abundam e estão bem conservadas as pinturas rupestres, as gravuras e, em geral, as manifestações artísticas primitivas e extraordinárias da época pré-histórica.

/documents/39908/67713/Cueva-del-Pindal.jpg/cb7d5b6f-17b4-8653-aa69-2499891d16d9?t=1720088147584

Imagem de La Cierva. Painel principal da gruta de El Pindal no concelho de Ribadedeva.
A arte rupestre nas Astúrias é o testemunho da espiritualidade primitiva, bem como da capacidade de expressão gráfica através da pintura ou gravura rupestre, manifestações que remontam, nalguns casos, a 35.000 anos a.C.

As Astúrias são um verdadeiro paraíso da arte rupestre. Até à data, foram descobertas 15 grutas e abrigos pré-históricos com arte rupestre, mais de metade dos quais podem ser visitados. Além disso, todas estas descobertas mantêm vivas linhas de investigação que, pouco a pouco, vão fornecendo dados fundamentais para conhecer a história e a evolução do homem e do seu ambiente.

De todas estas grutas, cinco foram declaradas Património da Humanidade pela UNESCO: Tito Bustillo (Ribadesella/Ribeseya), Covaciella (Cabrales), Llonín (Peñamellera Alta), El Pindal (Ribededeva) e La Peña (Candamo). Este último é também o exemplo mais ocidental de arte rupestre em todo o continente europeu.

/documents/39908/67713/Cueva-de-la-Pena.jpg/c17c6f1a-0d08-3fb3-0a11-7a710b398c3b?t=1720088667539

Imagem do cavalo na Cueva de la Peña, no município de Candamo.

Apesar de algumas destas grutas não poderem ser visitadas, Astúrias dispõe de diferentes museus e centros de interpretação para mostrar toda a sua arte rupestre - tanto visitável como não visitável -, explicando em profundidade e de forma agradável todos estes lugares de grande interesse cultural. Estas instalações são o Museu Arqueológico das Astúrias, o Parque Pré-histórico, o Centro de Arte Rupestre Tito Bustillo, o Centro de Interpretação da Cueva de la Peña, o Centro de Interpretação de San Emeterio, o Centro de Interpretação da Gruta de La Loja, o Centro de Interpretação de La Covaciella e o Centro de Interpretação da Fauna Glaciar.

/documents/39908/67713/parque-prehistoria-teverga.jpg/b37c8e46-0cb9-207b-dd97-afbcf62b18dd?t=1720089202826

Imagem da placa de entrada do Parque Pré-histórico de Teverga.

Parque Pré-histórico de Teverga

Se procura um equipamento moderno, com um programa atrativo e altamente vivencial, que divulgue a arte e a cultura do Paleolítico Superior europeu, mesmo para os visitantes mais jovens, encontra-o no Parque da Pré-História, situado em San Salvador (Teverga). A museografia é cuidadosamente concebida para proporcionar uma informação rigorosa e divertida: após a visita obrigatória à área de receção dos visitantes, a galeria leva-nos de volta ao passado para conhecer a arte, a iconografia e as diferentes técnicas artísticas, com reproduções fiéis de pinturas, mas também de mobiliário e outros objectos. A visita termina com a chamada Gruta das Grutas, onde, na semi-obscuridade, são recriados o ambiente e as condições de três imponentes sítios europeus de arte rupestre: a sala policromada de Tito Bustillo, o painel quatro da sala negra de Niaux (França) e o camarim da gruta de Candamo.

Grutas e abrigos com pinturas rupestres

As grutas e abrigos albergam fascinantes pinturas rupestres pré-históricas, testemunhos artísticos e culturais dos nossos antepassados que perduraram no tempo.